top of page
  • Foto do escritorTime de Psicologia

O impacto da atividade física na saúde mental


A imagem mostra um casal praticando atividade física em um parque.

Certamente, você já ouviu alguém dizer que pratica atividade física para poder comer à vontade, não é mesmo? A verdade é que a prática regular de exercícios vai muito além dos benefícios estéticos, proporcionando impactos significativos em nossa saúde. A falta de atividade física pode estar associada a diversas condições, como hipertensão, obesidade, osteoporose, diabetes, cânceres específicos e doenças coronarianas.


Os benefícios para a saúde e a estética são amplamente reconhecidos, levando cada vez mais pessoas a adotarem a prática não apenas para uma vida mais longa, mas também para desfrutar de maior independência na velhice. Além disso, é fundamental destacar que a atividade física desempenha um papel crucial na promoção da saúde mental.


Ao se exercitar regularmente, você experimentará melhorias na autoimagem, na sociabilidade e contribuirá para a regulação do sono, da ansiedade e até mesmo da depressão. A redução nos níveis de estresse promove um aumento significativo na sensação de bem-estar e na autoestima dos praticantes. Além disso, as funções cognitivas recebem benefícios notáveis com a prática constante dessas atividades.


Ao se dedicar a uma rotina de atividade física, você perceberá melhorias em processos como atenção, memorização, foco, raciocínio e capacidade de solução de problemas. A prática regular de exercícios também contribui para o aprimoramento do funcionamento psicomotor, incluindo tempo de reação e velocidade de desempenho.


Agora, você pode estar se perguntando como a atividade física é capaz de proporcionar tantos benefícios? A resposta está na estimulação da produção e liberação de neurotransmissores, mensageiros químicos do cérebro que desempenham papel fundamental na regulação de funções como bem-estar, ansiedade e humor. Um estudo publicado no Jornal Americano de Fisiologia destaca que a prática de atividade física permite a liberação de uma proteína que estimula o crescimento de novas células cerebrais.


Além disso, o hipocampo, responsável pelo processo de aprendizagem, é estimulado, e a prática de atividade física age como uma espécie de proteção cerebral, ajudando a prevenir danos, como o atraso nos processos demenciais.


Encontre uma atividade que você realmente goste, descubra o melhor horário para praticá-la e associe seu bem-estar à atividade física. E se ainda não encontrou uma atividade que ame, faça por você, por amor-próprio, pelo autocuidado. Invista na sua saúde física e mental!


Sara Carlos da Silva - Psicóloga da Starbem (CRP 06/134844)

10 visualizações0 comentário
bottom of page