top of page
  • Foto do escritorTime de Psicologia

Ano novo, vida nova? Janeiro Branco e a importância da saúde mental


Mão segurando fita de cetim branca simbolizando a campanha do Janeiro Branco.

Sabemos que a virada do ano é um momento simbólico para a grande maioria das pessoas, países e culturas do planeta, marcada por festas, planejamentos, novas metas e um sentimento de renovação.


Não se preocupe caso não compartilhe desse sentimento, é comum que um certo número de pessoas sinta-se desanimado, triste, reflexivo ou desesperançoso. Por ser uma época marcante, brigas, luto e a ausência de familiares e amigos nos afetam intensamente. Pensar em saúde mental também pode atingir esferas dolorosas da nossa vida.


Por conta disso, em 2014 no Brasil, foi criada uma campanha que hoje é conhecida mundialmente: o Janeiro Branco. Sim, foi no nosso país que se iniciou o movimento, liderado por psicólogos de Uberlândia, em Minas Gerais. Aproveitando esse momento de autoavaliação e expectativas para o novo ano, a campanha visa promover a conscientização sobre saúde mental em todos os espaços sociais.


Todo ano, essa campanha traz um tema a ser trabalhado e discutido. O tema deste ano de 2024 é “Saúde mental enquanto há tempo! O que fazer, agora?”, evidenciando a urgência de falarmos sobre saúde mental, incentivando a procura de cuidados na área, como psicólogos e psiquiatras, e orientando a considerar este alerta em nossas metas e decisões durante todo o ano.


E o que fazer agora? A campanha lembra que precisamos nos cuidar individualmente e coletivamente, em casa, na família, nas escolas, nas empresas, e em todos os demais espaços de convívio social. Isso porque, enquanto população mundial, temos vivido muitos momentos de revoltas, guerras, violências, preconceitos e cobranças excessivas, atingindo nossa saúde mental diretamente.


Portanto, lembremos da rotina de autocuidado, sendo mais flexíveis conosco e com os outros, evitando conflitos, preferindo o diálogo ou o afastamento das situações adversas. Busque seu espaço de acolhimento em saúde mental, não é necessário estar em uma situação difícil, pois esse cuidado também é preventivo! Quanto mais nos conhecermos, nos acolhermos e nos entendermos, também buscamos compreender o outro e assim providenciamos uma sociedade mais harmônica, com menos conflitos e mais saúde mental. Afinal, esperança também é um sentimento objetivado pela campanha Janeiro Branco! Feliz Ano Novo!


Luana Segismundo Molessani | Psicóloga - CRP: 06/167361



35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page